Pinacoteca apresenta Enciclopédia Negra

A Pinacoteca de São Paulo inaugurou, recentemente, a mais a nova apresentação da coleção do Museu, com cerca de mil obras de mais de 400 artistas e com narrativas mais diversas e inclusivas.

Um retrato disso foi o crescente número de obras de artistas do sexo feminino e de artistas negros na mostra. As artistas mulheres passaram de 17 para 95 e os artistas negros, de 7 para 26, na comparação com a antiga exposição do acervo.

A representatividade norteia as escolhas da instituição que, após inaugurar, em 2020, Véxoa: Nós Sabemos, dedicada à arte contemporânea indígena com curadoria indígena de Naine Terena, apresenta uma mostra coletiva dedicada às personalidades negras que marcaram a história do Brasil.

Fachada da Pinacoteca de São Paulo, com pilastras e paredes revestidas de tijolos. Grandes janelas e uma escadaria de cimento completam a imagem.
Foto: Rodrigo Zorzi

Ao todo, 100 retratos serão produzidos por 35 artistas negros contemporâneos.

A iniciativa se integra ao projeto Enciclopédia Negra, organizado por Flávio Gomes, Jaime Lauriano e Lilia Schwarcz.

A primeira etapa é a edição de um livro que será lançado pela Companhia das Letras, em 2021, com 300 verbetes sobre personalidades negras que se destacaram ao longo de quase quatrocentos anos de história do Brasil.

Junto a tais biografias, a obra contém os retratos comissionados a 35 artistas negros contemporâneos; entre os quais, Antonio Obá, Arjan Martins, Ayrson Heráclito, Castiel Vitorino, Dalton Paula, Daniel Lima, Desali, Igi Ayedun, Juliana dos Santos, Moisés Patricio, Mônica Ventura, Nadia Taquary, Panmela Castro, Paulo Nazareth, Rebeca Carapiá, Renata Felinto, Rodrigo Bueno, Sônia Gomes e Tiago Sant’Ana.

A exposição será a primeira visualização pública do resultado do projeto, que depois irá percorrer outros espaços.

Os retratos integrarão a coleção da Pinacoteca de São Paulo, criando uma importante intervenção no que diz respeito à busca por maior representatividade de artistas negros no museu.

Imagem interna da Pinacoteca de São Paulo, com tijolos aparentes e colunas do mesmo material. Um teto de vidro por onde passa a luz.
Foto: Levi Fanan

Serviço – Pinacoteca Luz

Enciclopédia Negra (nome provisório da exposição)

Curadoria: equipe do projeto Enciclopédia Negra e da Pinacoteca de São Paulo

De 11/4/21 a 11/10/21

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: